Por que a pesquisa de clima é uma ferramenta estratégica para a empresa? - Blog do RH
Metadados

Por que a pesquisa de clima é uma ferramenta estratégica para a empresa?

Entenda neste artigo!

A pesquisa de clima é uma ferramenta estratégica para a empresa que mensura a percepção dos profissionais que atuam nela, permitindo identificar os pontos fortes, de melhoria, aspirações e expectativas que os colaboradores visualizam sobre a organização.

Essa ferramenta de gestão é uma forma de aproximar funcionários e empresa, pois permite que estes exponham suas percepções e, consequentemente, pode elevar a sua satisfação.

Além disso, a pesquisa permite que se tenha em mãos um diagnóstico completo e detalhado do ambiente interno. Com isso, é possível aumentar a produtividade, desenvolver e aprimorar a liderança e as práticas de gestão, diminuir burocracias, melhorar a comunicação, investir em benefícios que sejam mais bem avaliados, simplificar processos que não vão bem e por aí vai. Podemos mencionar ainda, que é um ponto de partida para participar de rankings dos institutos que avaliam as melhores empresas para trabalhar.

Quer entender mais sobre como fazer uma boa pesquisa de clima? Então continue acompanhando o artigo produzido pela Metadados — empresa que desenvolve e oferece sistema para a gestão de RH.

Como uma pesquisa de clima pode ajudar

Para uma gestão de pessoas eficiente, é fundamental aplicar a pesquisa de forma anônima para garantir sua verdade e imparcialidade e, após o recebimento do resultado, executar as possíveis mudanças. Além disso, é muito importante informar os resultados para os colaboradores que participaram do processo, pois isso amplia a credibilidade da pesquisa e transmite aos funcionários o sentimento de que a empresa quer não apenas ouvi-los, mas também atender suas necessidades.

Por exemplo: uma companhia ouviu de colaboradores de determinada unidade que o deslocamento para chegar até ela estava cada vez mais perigoso. A organização estudou implantar ônibus fretados e, assim que pôde, os ofereceu gratuitamente. Na pesquisa seguinte, os colaboradores reconheceram que sua voz foi ouvida e demonstraram aumento de satisfação com essa atitude da empresa.

Como fazer uma boa pesquisa de clima

Não há uma fórmula ou pesquisa pronta que funcione para todas as empresas, independentemente do porte ou segmento, mas de modo geral, é interessante disponibilizar questionários de múltipla escolha e algumas perguntas discursivas.

Há também alguns pontos que estruturam a pesquisa de clima organizacional, sem excluir a importância de adaptar o questionário de acordo com o perfil dos colaboradores, cultura corporativa e linguagem mais apropriada:

Empresa

A pesquisa busca entender qual é a imagem da empresa junto aos colaboradores, quais são suas percepções e sentimentos. Também é possível questionar qual imagem eles acreditam que a empresa tenha perante a sociedade e aos clientes.

O resultado traz um quadro de qual é a impressão coletiva. Além disso, é possível analisar o quanto a companhia está preparada para mudanças e é aberta a inovações.

Ambiente de trabalho

Estuda-se o ambiente físico em si, sua estrutura, preocupação com segurança e conforto em relação às instalações, possibilidades de ocorrer acidentes de trabalho, acessibilidade, etc.

Trabalho em equipe

Esse tópico relaciona-se mais ao clima de trabalho: se é de cooperação entre áreas e departamentos, se há integração, como é o relacionamento entre os colaboradores. Analisa-se o ambiente de trabalho de acordo com a atmosfera que permeia a execução das tarefas. É possível, inclusive, averiguar o quanto é permitida a coparticipação na gestão, seja de projetos ou da própria equipe.

Salário

Analisa-se qual é a percepção dos funcionários em relação à remuneração fixa e variável que recebem, em relação a outras empresas (do mesmo segmento) no mercado ou, de forma geral, de acordo com o cargo ocupado, com preocupação para possíveis distorções ou descontentamentos.

Benefícios

Apura-se o grau de satisfação em relação aos benefícios oferecidos. Com os dados da pesquisa em mãos, é possível readequá-los, levando em conta os que fazem mais sentido para os colaboradores.

Por exemplo, uma empresa se baseou em uma pesquisa de clima e abriu a possibilidade para que seus colaboradores optassem por receber o valor integral destinado aos benefícios de alimentação e refeição somados em um único cartão de benefícios. 50% dos funcionários aderiram à mudança.

A maioria dos jovens, que utilizam o benefício de refeição também para as saídas noturnas, optou por receber tudo no cartão refeição; já a maioria das pessoas que constituíram suas famílias e têm gastos maiores com supermercado optaram por receber tudo no cartão alimentação.

Gestão

Diversos aspectos relacionados à gestão são analisados, o que permite medir o grau de satisfação dos colaboradores em relação a:

  • liderança;
  • competência técnica e de gestão de pessoas;
  • capacidade de dar feedbacks estruturados e contínuos;
  • relacionamento interpessoal;
  • reconhecimento;
  • apoio à equipe na resolução de problemas;
  • postura profissional e ética do gestor.

Estuda-se, também, se os supervisores imediatos agem de acordo com os objetivos da empresa.

Trabalho

Busca-se analisar o trabalho em si, o seu significado para o colaborador, se o seu papel na organização e na equipe é apresentado de forma clara e se ele compreende quais atividades deve desempenhar. Avaliam-se fatores como horário, distribuição de tarefas, suficiência no número de pessoal e propósito.

Desenvolvimento profissional

Analisa-se o investimento da empresa em relação ao desenvolvimento de seus colaboradores, se ela incentiva e oferece treinamentos ou ferramentas de educação de modo geral, benefícios como aulas de idiomas, bolsas ou descontos para ensino superior, etc. Aqui vale medir também o quanto a companhia valoriza o aprendizado contínuo e oferece possibilidades de promoção e gestão de carreira dentro dela.

Comunicação

Os aspectos referentes a esse foco observam o conhecimento dos colaboradores quanto aos canais de comunicação da empresa, se estes são eficientes e se as informações sobre a empresa chegam de forma clara e rápida.

Analisa-se o conhecimento dos colaboradores em relação aos fatos relevantes da companhia. Mais do que examinar a área de comunicação de sua organização, esse é um meio de verificar o quanto o processo de comunicação é colaborativo, interativo e informativo, dependendo do objetivo de cada companhia.

Como aproveitar os resultados de uma pesquisa de clima

Com os relatórios e respectivas análises da pesquisa de clima em mãos, é preciso definir planos de ação, priorizando quais atividades serão efetivadas em detrimento de outras. Quando possível, deve-se explicar também o porquê de essas serem as ações escolhidas.

Tão importante quanto a aplicação da pesquisa em si são as etapas durante e após o processo e o planejamento para implantá-la como um processo da empresa — o ideal é que seja feita a cada 6 meses ou anualmente. É necessário comunicar de forma clara e direta como deve ser o preenchimento, quais são os prazos (para respostas, tabulação, divulgação e plano de ação), o que será feito com os dados, quando e onde eles serão divulgados, que a pesquisa é anônima, pois essas ações aumentam a confiança e a credibilidade.