Metadados

Indicadores de RH: o que eles revelam sobre sua empresa?

Engana-se quem pensa que os indicadores de Recursos Humanos são importantes apenas para a área de RH. 

Por apresentarem os dados referentes à corporação, todos os setores devem se envolver, observando as informações e agindo estrategicamente.

Contudo, a mensuração desses dados, normalmente, acaba ficando apenas para o setor de RH, sobrecarregando os profissionais com tarefas que poderiam ser designadas para os gestores das áreas, por exemplo.

Este é um grande problema que impacta diversos setores de RH de milhares de empresas. Por isso, nós, da Metadados – empresa especializada há mais de 32 anos em sistemas para a gestão de Recursos Humanos, inclusive de indicadores – desenvolvemos este conteúdo a fim de demonstrar uma possível inversão de papéis e identificar as responsabilidades. Afinal, medir os indicadores é uma tarefa (só) do RH ou de todos? O que eles relevam sobre sua empresa? Continue acompanhado!

Indicadores de RH

De forma mais resumida, podemos denominar os indicadores como a compilação dos números (dados) que revelam a real situação de um determinado setor, equipe, empresa ou algo que possa ser mensurado.

Também conhecidos como Key Perfomance Indicators (KPIs), os indicadores são comumente utilizados por gestores e profissionais de RH com o objetivo de avaliar e definir as próximas ações da empresa, baseados nos resultados destes indicadores.

Neste sentido, os indicadores são considerados peças-chaves para a empresa que deseja conhecer seus riscos, melhorá-los e agir de forma assertiva.

Porém, ainda existem empresas que mensuram esses indicadores de forma errada, por meio de planilhas e baseados em registros antigos. Afinal, planilhas não são interativas e não se atualizam automaticamente.

E é nesta junção que pequenas, médias e grandes empresas criam um grave problema sem nem mesmo perceber: centralizar a medição destes indicadores apenas no setor “primário”, no RH. Assim, os profissionais da área precisam realizar o levantamento dos dados, separá-los por setores, gerar relatórios e repassar para a análise dos gestores. Um extenso e exaustivo trabalho, não é mesmo?! Isso ocorre na sua empresa também? Então continue lendo este conteúdo e entenda como resolver este problema.

O papel da gestão

Administrar uma empresa sem ter dados é como dirigir um carro sem painel, ou seja, para toda e qualquer gestão ser bem-sucedida, é fundamental ter os indicadores atualizados e disponíveis a qualquer momento. Neste sentido, o papel do gestor é acompanhar o que os números indicam, analisar e agir.

Porém, é muito comum que além dos gestores não terem acesso a esses indicadores, eles sejam mensurados apenas pelo RH. Nessa forma centralizada de mensuração, todo mundo sai perdendo, uma vez que o gestor não tem autonomia para analisar quando for conveniente e de seu interesse. E, por outro lado, o RH executa uma atividade que não é responsabilidade só sua. Mas, então como fazer para todos terem acesso a esses números a qualquer momento?

Já existe no mercado de tecnologia uma ferramenta que apresenta os indicadores de forma automatizada, via celular ou pelo computador, a distância e com um painel exclusivo para gestores (imagens abaixo).

indicadores metadados

indicadores metadados

indicadores metadados

Assim, a análise pode ser realizada tanto pelo RH, a fim de ter o controle dos seus dados e dos que lhe interessam, bem como de todos os gestores e direção da empresa, para que, de forma imediata, consigam acompanhar esses números, visualizando o que for conveniente e possibilitando uma ação imediata.

Nesta ferramenta, todos os indicadores podem ser mensurados, como rotatividade, férias, absenteísmo, banco de horas, horas extras, adicional noturno, jornada de trabalho (intrajornada, interjornada), custos com a folha, custos de pessoal sobre a receita bruta, custo das horas improdutivas, entre outras.

Encare os seus dados de frente!

Já imaginou como a descentralização da mensuração dos indicadores e a divisão das responsabilidades podem qualificar a gestão como um todo? Se na sua empresa os indicadores não são medidos e você está apostando suas “fichas” no escuro, está na hora de mudar esse cenário. Empresa nenhuma pode correr riscos pelo simples fato de ignorar sua realidade. Você está preparado para encarar de frente seus indicadores?

Conheça a história real de uma empresa que está mudando este cenário e já diminuiu os riscos trabalhistas da corporação. Assista aqui!