Imagem de uma mulher fazendo uma entrevista de emprego online

O recrutamento online já é realidade em muitas organizações, mas alguns profissionais de RH ainda não se sentem seguros com o formato ou não tiveram a oportunidade de experimentar. É fato que, nesta estratégia de contratação, o canal de contato entre recrutador e candidatos muda, exigindo novos critérios de avaliação.

Porém, isso não é motivo para desanimar! Precisamos pensar nas vantagens que o recrutamento online traz para o setor e entender como se adaptar a essa realidade, que está cada vez mais presente nas empresas e vai continuar ganhando força com o RH 4.0.

Os métodos tradicionais envolvem mais papeis e tempo! Por isso, desde o anúncio até o preenchimento da vaga, é preciso dedicação total ao processo, o que dificulta a atuação em outras tarefas. Já com o recrutamento online, é possível economizar tempo e recursos, além de garantir a proteção dos profissionais no momento delicado de pandemia que vivemos.

Esse ganho no processo e na rotina, permite que o RH se dedique para outras atividades, como o desenvolvimento de talentos da empresa, por exemplo. Então, além de formar os melhores times para compor o quadro de colaboradores, você pode auxiliar na evolução dos profissionais, tarefa essencial para o aumento de produtividade.  

Contar com as ferramentas certas neste momento, como uma solução específica para automatizar o recrutamento online, é o que vai trazer ainda mais agilidade e segurança para as suas escolhas. E isso, é claro, impacta diretamente na atração de ótimos candidatos e no crescimento da empresa!  

Na verdade, o chamado “e-recrutamento” é mais simples do que parece e pode garantir altas taxas de assertividade, que ultrapassam o processo tradicional. Para conquistar bons resultados, é importante prestar atenção em alguns pontos e entender qual a melhor forma de aproveitar o formato.

Por isso, os especialistas da Metadados – empresa que desenvolve sistemas de Recursos Humanos há mais de 35 anos – selecionaram 8 pontos de destaque para você. Confira!

Orientar os candidatos é a chave do recrutamento online!

Assim como alguns recrutadores não possuem afinidade com as ferramentas virtuais, seus candidatos podem compartilhar do mesmo desafio! Por isso, é indicado que você escolha plataformas simples e intuitivas para o processo, além de estar a par de todas as funcionalidades que elas oferecem.

Desde o primeiro contato com o profissional interessado na vaga, é preciso orientar com clareza e objetividade quais serão os recursos de internet ou computador utilizados, principalmente na hora da entrevista (câmera, microfone, apresentação de tela, entre outros).

Isso porque, quando o candidato não tem experiência com estas ferramentas, pode ficar nervoso e prejudicar seu desempenho ou, até mesmo, desistir do processo. Então, você corre o risco de perder um excelente colaborador por detalhes que, muitas vezes, não impactam na atuação profissional que a vaga exige.

Além disso, é importante manter uma conversa fluida e aberta para que eles não se sintam perdidos em nenhum momento. Fique atento e sempre se mostre disponível para ajudar!

Imprevistos fazem parte e devem ser relevados!

O recrutamento online possui, praticamente, a mesma dinâmica do processo físico. Porém, como já falamos, o canal de contato é diferente e essa mudança de contexto pode gerar situações inesperadas.

Se no recrutamento presencial os candidatos podiam sofrer atrasos com trânsito, problemas de mobilidade ou casos parecidos, hoje em dia os desafios são outros!

Participando do processo em casa, os profissionais lidam com diversos imprevistos, como: problemas de conexão, instabilidade na internet, falta de privacidade (quando há intervenção externa de sons ou imagem) e ainda problemas técnicos.

Por isso, nada mais responsável para o recrutador do que reconhecer este contexto domiciliar e ter sensibilidade para lidar com cada caso. Além disso, é essencial encontrar formas de fazer uma avaliação justa, que não descarte bons candidatos por questões que fogem do seu alcance.

Inclusive, se você quer dicas para realmente conhecer os profissionais na entrevista e identificar as melhores pessoas para a vaga, acesse nosso checklist gratuito “PERGUNTAS QUE TODO RH DEVE FAZER AO CANDIDATO.

Checklist: PERGUNTAS QUE TODO RH DEVE FAZER AO CANDIDATO

No virtual, também representamos a empresa!

Se você quer preservar a credibilidade da organização e garantir interesse em futuras vagas, é importante manter uma boa postura no recrutamento online!

Imagine que o candidato descobriu sua oportunidade na internet e não conhece a organização presencialmente... a primeira impressão será no contato virtual com o RH. Por isso, mantenha sempre a pontualidade e a ética profissional, encontre um fundo organizado para conduzir entrevistas e registre toda a comunicação por e-mail.

Estas atitudes refletem tanto na forma como os candidatos vão encarar a organização, quanto na percepção das expectativas para ocupar a vaga.

Encantar os melhores candidatos é sua prioridade!

De que vale a contratação se não for boa para os dois lados? O candidato precisa perceber valor na empresa para continuar no recrutamento online, principalmente se ele envolve muitas etapas, e é papel do recrutador informar quais são os benefícios da organização.

Para isso, é importante comunicar aos talentos:

- Campanhas internas de valorização ao colaborador;

- Possibilidade de crescimento profissional;

- Formato de trabalho da empresa (home office, presencial ou híbrido);

- Benefícios oferecidos (plano de saúde, vale alimentação e refeição, ajuda de custo para home office, entre outros).

Feedback sempre será essencial!

Quando o candidato participa de um recrutamento online, muitas expectativas estão envolvidas. Cabe ao profissional de RH se comprometer a dar um feedback, mesmo que resumido, respeitando os prazos acordados durante o processo.

Desta forma, você diminui a ansiedade dos participantes e causa uma boa impressão para contatos futuros. Por isso, é essencial enviar um breve retorno a todos, incluindo os profissionais que não avançaram para as próximas etapas, já que eles também têm suas expectativas.

Se possível, elenque pontos em que eles se destacaram e não esqueça de ser sempre cordial. Afinal, sua voz será a da empresa neste momento!

A tecnologia pode ser sua maior aliada!

Você sabia que algumas soluções oferecem suporte durante todo o processo de recrutamento online? Cadastro de currículos, rankeamento dos melhores candidatos para a vaga, automatização de e-mails com feedback e diversas outras etapas: tudo isso pode ser feito pela inteligência artificial!

Com uma plataforma adequada, você consegue encontrar os profissionais certos com mais agilidade, além de levar dinâmica e facilidade aos processos. Isso indica que a empresa está atualizada em relação ao mercado e também instiga novos candidatos, que buscam ambientes com alto potencial de evolução.

 Suas ações devem estar de acordo com a LGPD!

Com a Lei Geral da Proteção de Dados (LGPD), o RH precisou adaptar diversos processos e com o recrutamento online não seria diferente! Muitas vezes, guardamos informações do candidato, como currículo ou até mesmo a gravação da entrevista, por diferentes motivos.

Seja para formar um banco de profissionais interessados na organização ou para repassar a conversa ao gestor, é preciso ter cuidado com práticas que podem expor sua empresa aos riscos legais.

Por isso, a melhor alternativa é ser sempre transparente com todas as pessoas envolvidas no recrutamento, já que elas estão fornecendo seus dados pessoais.

Algumas informações que você precisa destacar:

- Por quanto o tempo os dados ficarão armazenados (evite ultrapassar dois anos);

- Qual a finalidade do armazenamento de informações (vagas futuras, freelancer, repasse para avaliação de outros profissionais da empresa, etc);

- Se existe uso de inteligência artificial para tratamento dos dados.

Estruturar o processo de recrutamento gera escolhas assertivas!

Para garantir eficiência no recrutamento online, é importante ter passos bem definidos internamente! Isso porque, quando o candidato participa de um processo desorganizado e sem planejamento estratégico, você tem duas principais perdas: queda no desempenho do profissional durante as etapas e queda no interesse dos candidatos pela empresa.

            Com a estruturação certa, você consegue definir uma “jornada do candidato” e incluir todas as avaliações importantes para a decisão do gestor. Assim, seu setor ganha ainda mais relevância na organização e aumenta as taxas de assertividade!

            Não sabe como organizar o processo? Fique tranquilo! Preparamos um ebook gratuito com “12 PASSOS PARA ESTRUTURAR O RECRUTAMENTO DA SUA EMPRESA”. Nele, você vai encontrar diversas estratégias para conduzir todas as etapas com tranquilidade, desde a abertura de vagas até a proposta final.

Confira e continue evoluindo no assunto!

ebook “12 PASSOS PARA ESTRUTURAR O RECRUTAMENTO DA SUA EMPRESA”
Compartilhe!