8 motivos para fazer uma pesquisa de satisfação interna - Blog do RH
Metadados

8 motivos para fazer uma pesquisa de satisfação interna

A pesquisa de satisfação interna é uma ferramenta estratégica do RH usada para coletar informações sobre o contentamento dos colaboradores com o trabalho. Ela traz uma série de benefícios para a empresa e vem sendo muito utilizada nas corporações pelo seu alto potencial de conscientização dos gestores sobre processos que estão sendo efetivos e aqueles que precisam ser melhorados.

Quer conhecer a pesquisa de satisfação interna e as vantagens que ela traz para o seu empreendimento? Confira no post produzido pela Metadados — empresa que desenvolve sistema para a gestão de RH — e saiba mais!

O que é uma pesquisa de satisfação interna?

A pesquisa de satisfação interna é uma metodologia aplicada na empresa para saber como os colaboradores se sentem na corporação e no seu dia a dia de trabalho. Há vários métodos usados para esta modalidade de coleta de dados, mas há alguns pontos em comum.

Em geral, são questionários voltados para a experiência na organização. As duas principais formas de condução da pesquisa são a ENPS (Employer Net Promoter Score) e a ESI (Employer Satisfaction Index). Ambas contam com 3 a 4 perguntas que pedem que o trabalhador dê uma nota de 0 a 10 para alguns aspectos ligados ao contentamento com o trabalho.

É fundamental lembrar que os dados devem ser utilizados para oferecer um retorno para os profissionais por meio de melhorias dentro do que há possibilidade. Sem isso, eles podem ter suas expectativas frustradas, o que gera insatisfação com o negócio.

Quais os benefícios deste método de avaliação?

Quando realizada com qualidade, a pesquisa de satisfação interna traz uma série de pontos positivos para a corporação. Veja mais a seguir!

1. Identificação de colaboradores detratores e reengajamento deles

Os detratores são aqueles que, de alguma forma, falam mal do trabalho em outros contextos, seja na hora dos intervalos na organização, em casa ou entre os colegas. Ao aplicar uma pesquisa de satisfação, você permite que a queixa dele possa ser direcionada para algo construtivo.

Isto permite a identificação de lacunas e problemas que podem não estar tão visíveis assim. Quando você direciona esses apontamentos para a formulação de soluções, pode gerar uma impressão muito positiva no profissional. Ele pode se sentir mais valorizado e com mais possibilidades no emprego. Assim, ele volta a se engajar com suas tarefas.

2. Redução do custo de turnover

A pesquisa de satisfação interna é o primeiro passo para saber onde é preciso empreender melhorias na companhia. Geralmente consegue-se vários benefícios quando se implementa novas medidas para corrigir as falhas. Um deles é a redução do turnover.

Isto ocorre porque você terá uma visão mais ampla do negócio e poderá aplicar mudanças naquilo que não vai bem, o que reduz as chances de saída da empresa por descontentamento com o trabalho. Ou seja, você terá a possibilidade de desenvolver estratégias para aumentar a retenção de talentos.

3. Criação de metas para o RH a partir de problemas reais

O departamento de RH que não escuta os colaboradores pode desenvolver metas muito distantes da realidade deles. Supor as necessidades dos profissionais pode não ser tão efetivo, afinal, há muitas dificuldades na corporação que eles não notificam aos seus superiores.

Se você monta uma pesquisa de satisfação interna, tem a possibilidade de identificar quais são os problemas reais enfrentados pela equipe. A partir daí, é possível criar metas realistas e objetivas para o setor de Recursos Humanos.

4. Obtenção de um canal aberto para receber sugestões

A pesquisa de satisfação interna abre a possibilidade de receber sugestões dos colaboradores, o que é muito benéfico tanto para os gestores quanto para a equipe. Ao escutar as propostas do grupo, você tem acesso a um ponto de vista diferenciado do negócio, de alguém que está na linha de frente do trabalho.

Este fator também permite que o time se sinta ouvido. Isso traz mais engajamento e comprometimento, pois os profissionais vão se sentir mais valorizados.

5. Identificação e resolução de conflitos

Conflitos são problemas naturais em equipes. Porém, isso não significa que você deva ignorá-los. É fundamental resolver as questões para evitar que elas se agravem. A pesquisa de satisfação interna permite que você possa identificar essas divergências, que nem sempre estão evidentes.

Com essas informações, você pode desenvolver medidas estratégicas para mediar os conflitos e ajudar seu time a construir soluções em conjunto.

6. Aumento da produtividade

O cotidiano em uma empresa gera muitas preocupações e, muitas vezes, o time encontra situações muito difíceis e com as quais não tem estratégias para lidar.

Uma avaliação interna pode ser um espaço para que as pessoas exponham suas angústias e apostem que vão poder contar com apoio para lidar com as questões. Este é o primeiro passo para desenvolver soluções.

Se a pesquisa for realizada de forma correta, coletando os dados adequadamente e dando um retorno para os participantes, toda a equipe passa a se empenhar mais.

meio artigo

7. Redução do absenteísmo

O absenteísmo é a ausência no horário convencional de trabalho, normalmente gerado por faltas, atrasos ou saídas antecipadas. Ele existe naturalmente na corporação, pois os colaboradores têm diversos compromissos e questões além do emprego.

O problema é quando este índice começa a ficar muito alto. O absenteísmo elevado pode ser um indicador de que algo vai mal no negócio. Um clima organizacional ruim, lideranças autoritárias, falta de estímulo para as tarefas, são algumas dificuldades que podem provocar esta situação.

8. Fortalecimento das lideranças

Quando você coleta dados com os colaboradores sobre o contentamento com o trabalho, pode-se ter acesso às informações sobre o desempenho das lideranças. É possível saber se os gestores têm apoiado o time, oferecido estímulo, dado orientação e agido de forma a promover autonomia.

Com isso, é possível desenvolver estratégias para corrigir posturas que não são tão efetivas (como excesso de autoridade e falta de diplomacia) e fortalecer as ações que geram bons resultados.

E então? Gostou de aprender sobre a pesquisa de satisfação interna e os benefícios dela para o empreendimento? Aproveite e realize o Quiz sobre os Indicadores de RH!