Você sabe criar treinamentos eficazes para sua equipe? - Blog do RH
Metadados

Você sabe criar treinamentos eficazes para sua equipe?

Treinamentos na empresa são fundamentais para aprimorar a qualidade do trabalho e auxiliar os colaboradores a crescerem cada vez mais. Assim como o desenvolvimento da equipe, os treinamentos são estratégias de mercado importantes para promover melhorias nas empresas e podem ser realizados de muitas maneiras.

Saber criar treinamentos eficazes é muito importante e envolve várias etapas fundamentais, desde o diagnóstico de problemas à avaliação final e análise dos resultados. Além disso, há alguns processos que o profissional de RH pode realizar antes mesmo da criação desse plano para alinhá-lo às expectativas estratégias da empresa.

E então, ficou interessado em saber mais sobre como criar treinamentos que vão otimizar a qualidade do trabalho da sua equipe? Confira nosso conteúdo produzido pela Metadados — empresa que desenvolve Sistema de RH.

Como criar treinamentos eficazes?

O processo de treinamento inclui várias etapas importantes, que devem ser realizadas progressivamente para o alcance dos resultados desejados. Planejando bem, o processo tem mais chances de ser bem-sucedido e trazer um bom retorno. O processo mais tradicional de treinamento e desenvolvimento, é consolidado pela ISO 10.015 que desenha as etapas de Levantamento de Necessidades de Treinamento (LNT); Planejamento; Execução e Avaliação. Mas, existem ferramentas de design que estão em ascensão, e oferecem novos métodos para criar soluções educacionais.

O outro, também muito conhecido, é o modelo de avaliação de Donald Kirkpatrick, que separa o processo nas seguintes etapas: Avaliação de Reação, Avaliação de Aprendizagem, Avaliação de Comportamento e Avaliação de Resultados. Quer saber mais sobre esses métodos? Acesse aqui!

Independentemente do método utilizado, o profissional responsável pelo treinamento precisa fazer com que a ação agregue um valor real para o indivíduo e para a organização. Para que essa tarefa seja mais fácil, listamos 5 dicas que poderão ajudar. Confira:

#1 Certifique-se de que o treinamento é a solução correta

Nem sempre, treinar e desenvolver é a melhor forma de atingir um resultado. Por isso, é fundamental que o profissional faça uma análise completa dos conhecimentos e habilidades para determinar os objetivos e os resultados esperados pelas equipes da empresa.

Neste sentido, verifique se o que você está procurando para os colaboradores ou se os problemas que deseja resolver é um problema que pode ser solucionado por meio de treinamento. Caso for, dê andamento ao seu plano.

#2 Explique ao colaborador o motivo e o que a empresa espera dele depois do treinamento

Mais do que ser induzido ao um treinamento e desenvolvimento, o colaborador precisa entender o motivo pelo qual estará realizando estas atividades. Por isso, explique aos colaboradores porque as novas habilidades e o aprimoramento são importantes.

Além disso, certifique-se de que o colaborador entenda o vínculo entre o treinamento e seu trabalho. Isso porque ao entender seu papel depois de um treinamento, o colaborador passa a ter maior consciência da sua contribuição para o negócio da organização.

#3 Treine somente o que você quer que o colaborador aprenda

Entender quais as habilidades cada um do colaborador precisará aprender é fundamental. De nada adiantará treinar diversos conhecimentos se, na prática, ele executará apenas alguns deles. Além de não entender porque está sendo treinado para determinadas habilidades, o colaborador se sentirá confuso e possivelmente considerará o treinamento uma perda de tempo, desmotivando-o.

Por isso, personalize os treinos individualmente, de acordo com o que a empresa quer que o colaborador aprenda efetivamente. E, sempre que possível, conecte o treinamento do colaborador ao trabalho e atividades.

#4 Reforce sobre o papel do líder no processo de desenvolvimento

A participação dos líderes, coordenadores e gerentes é extremamente necessária em qualquer processo de treinamento e desenvolvimento. Eles têm papel de intermediadores. É recomendável que além de entenderem sobre seus papéis no processo, conversem com os colaboradores de suas equipes sobre as preocupações e anseios com o seu desenvolvimento.

Nesta conversa, é interessante que o líder reforce o que a empresa e a própria gerência esperam do colaborador após o treinamento, afinal, estará investindo nele.

Após escolher qual método de aprendizagem é mais apropriada e será utilizada para atingir os objetivos citados acima, é hora de dar o próximo passo no planejamento. Você já sabe qual método de aprendizagem é o mais indicado para o seu plano de treinamento e desenvolvimento? Entenda!

Quais são os métodos de aprendizagem?

Há vários métodos de aprendizagem, e conhecê-los pode ajudar você a encontrar as melhores estratégias para aplicar na sua corporação. Conheça!

#Benchmarking

O benchmarking é a observação das melhores medidas de outra empresa do mercado e a inserção desse tipo de estratégia na própria corporação. Você pode comparar produtos, tipos de serviços, estratégias de funcionamento, metodologias de gestão de pessoas, por exemplo.

Essa prática envolve a aprendizagem de táticas novas por toda a equipe. Mas ele deve ser realizado com cuidado, para que a organização não perca sua originalidade.

#Coaching

É uma forma de desenvolvimento que busca liberar o potencial de crescimento dos profissionais e levar ao alcance de resultados de forma rápida e satisfatória. É baseado em vários conhecimentos científicos, como psicologia, administração, sociologia e neurociências. O coaching facilita a definição de metas e a mobilização para alcançá-las, e é importante que seja conduzido por um profissional capacitado nesta metodologia.

#Mentoria

Mentoria é um processo de compartilhamento de experiências, em que os profissionais mais experientes da empresa passam a orientar os novatos. Os mentores e os jovens colaboradores se reúnem periodicamente e discutem estratégias, regras do trabalho, formas de lidar com desafios e a exigência de desempenho sobre o principiante. Assim, o mentor, além de oferecer orientação, busca transmitir seus conhecimentos e experiências ao mentorado. Este faz uso desse compartilhamento para desenvolver suas habilidades e otimizar sua performance.

#Cursos

Têm uma dinâmica parecida com a da aula expositiva, com um profissional capacitado que transmite o conteúdo enquanto a equipe assiste. Pode ser uma boa ideia oferecer materiais didáticos, como textos, apostilas, exercícios e esclarecer as dúvidas que surgirem.

#Grupos de estudo

São grupos para os colaboradores discutirem questões mais complexas ligadas ao negócio, muitas vezes utilizando referências teóricas ou estudo de casos. É um excelente investimento de tempo, e estudos apontam que estudar junto é mais eficaz! Encontros regulares para discussão e aprofundamento de assuntos de interesse comum elevam o nível do conhecimento e também gera um sentimento de colaboração, além disso, os profissionais ficam mais capacitados para lidar com as questões abordadas.

Os treinamentos são capacitações temporárias que objetivam uma aprendizagem de curto prazo para os profissionais aperfeiçoarem seu trabalho. Planejar treinamentos envolve várias etapas fundamentais, como a fase diagnóstica, que é o levantamento de necessidades de treinamento, a etapa de planejamento e os momentos de execução e avaliação.

Eles devem sempre estar alinhados com as metas da organização e podem ser realizados de diversas maneiras, como em seminários, grupos de estudo, coaching e dinâmicas, por exemplo.

Quer conhecer mais 20 métodos de aprendizagem para aplicar na sua empresa? Então acesse o Guia de Treinamento e Desenvolvimento com as melhores práticas para aperfeiçoar equipes!