Entenda o que significa engajamento em gestão de pessoas

Muito têm se falado do alinhamento entre os valores do indivíduo e os da empresa como um aspecto do fortalecimento da cultura organizacional. Estabelecer uma relação (que vai além de entregas e contrapartidas financeiras) onde o funcionário sinta-se disposto a dedicar-se, envolver-se e interagir no seu ambiente de trabalho, pelo fato dele identificar-se com os valores e propósitos da organização, é um grande desafio na gestão de pessoas. 

É preciso uma boa liderança e medidas estratégicas para engajar o colaborador. Quer entender um pouco mais sobre o que é engajamento e os benefícios que ele pode trazer para a sua empresa? Continue com a gente, aqui da Metadados – empresa que desenvolve sistemas para a gestão de RH – e saiba mais!

O que é engajamento?

O engajamento para a gestão de pessoas é o laço do profissional com o trabalho que ele realiza e com a organização. Essa ligação não é a estabelecida pelo contrato. Estamos falando de um vínculo psicológico, afetivo e emocional com o emprego.

Esse laço acaba desenvolvendo uma postura mais cooperativa, empenhada, otimista, disposta e de autodesenvolvimento. Além disso, o profissional engajado pode ser mais produtivo e eficiente, ao realizar suas tarefas com mais qualidade.

Não só os fatores da empresa são importantes no engajamento, mas também elementos pessoais. Proatividade, comprometimento, otimismo, autoestima são alguns traços fundamentais para que essa ligação ocorra.

Como aplicar o engajamento na prática?

Aplicar o engajamento na prática não é fazer uma ou duas ações pontuais que busquem fortalecer o vínculo do profissional com a empresa. É preciso um trabalho diário e constante de tornar a corporação um local que seja benéfico, saudável e que inspire o profissional.

O engajamento pode ser aplicado nas tarefas, na relação entre os colaboradores, em reuniões, com os clientes. Com o tempo, ele pode se tornar uma postura constante e passar a ser parte da cultura da organização, desde que os gestores e a equipe se empenhem para isso.

Que estratégias podem ajudar no engajamento dos profissionais?

Promover o engajamento dos profissionais não é fruto de mágica. É preciso fazer a gestão de forma estratégica para incentivar o time e fortalecer o vínculo dos trabalhadores. Confira as melhores medidas para engajar sua equipe!

Ter um ambiente estimulante

O engajamento é um vínculo emocional com a corporação. Mas ninguém vai se engajar em um empreendimento hostil, que desqualifica o time ou não faz tanta questão dele, não é mesmo?

O ambiente estimulante envolve muitos fatores, como líderes que sabem incentivar e dar apoio, assim como as boas relações com os colegas de trabalho. É importante também oferecer oportunidades, desafios, autonomia, capacitação e aprendizagem.

Abrir espaço para crescer

Às vezes as empresas possuem talentos no time, mas acabam não percebendo isso. O trabalhador traz ideias e tenta inovar, mas a gestão não dá a devida atenção, o que desanima o profissional.

Engajar um colaborador envolve oferecer para ele oportunidades para crescer e trazer mudanças. Para isso, é preciso escutá-lo, incentivar sua criatividade e tentar viabilizar os projetos que realmente podem contribuir com o empreendimento.

Valorizar os esforços

Ver seus esforços recompensados faz você querer investir mais no projeto ou trabalho, não é mesmo? Pois é, a valorização é um forte elemento para engajar o time. Por isso é importante ter uma boa política de reconhecimento.

Assim, é preciso ficar atento para recompensar os mais esforçados. Os que dão o seu melhor são os que merecem as premiações, os destaques e elogios.

Dar feedbacks

O colaborador engajado quer crescer e se aprimorar cada vez mais. Por isso ele precisa tanto do feedback. Dar um retorno é importante para o padrão de qualidade da empresa e para que o profissional se aprimore cada vez mais.

Mas é importante lembrar que o feedback é uma ferramenta construtiva, que deve incentivar o crescimento e motivar o talento. Dê retornos positivos e negativos, estimule o funcionário a melhorar e não desistir. A medida traz comprometimento e segurança para o profissional, quando existe o acompanhamento do líder para alcance dos objetivos e metas de trabalho.

Estimular o fortalecimento dos valores pessoais

O engajamento envolve fatores da organização e aspectos pessoais do profissional. Responsabilidade, boa autoestima, otimismo, resiliência, participação são valores do colaborador que se engaja.

É importante buscar incentivar o time a desenvolver esses traços. Para isso, a gestão deve investir para instrumentalizar esses valores no cotidiano de trabalho, incluindo nas ações de endomarketing a promoção da missão, visão e valores da empresa, e a fluidez na comunicação interna.

Ter coerência estratégica

A falta de confiança na empresa é um dos grandes fatores que desengajam os profissionais. Mas a descrença vem de algum lugar, não é mesmo?

Às vezes, as organizações promovem um distanciamento entre o discurso e a prática. O discurso é o da ética, da saúde, da inovação e do bem-estar da equipe, mas a realidade é outra. A rotina é apressada e estressante, com uma cobrança exagerada e estímulo a uma competição desleal.

Coisas assim deixam o profissional desacreditado com a organização. Por isso, é importante ter transparência na comunicação e práticas coerentes com os valores da empresa.

Modernizar e otimizar a gestão com a tecnologia

A tecnologia oferece alternativas que podem auxiliar bastante o setor de Recursos Humanos. Os softwares de gestão possibilitam que os procedimentos da gestão de pessoas sejam otimizados.

Assim, o RH pode automatizar os processos e investir no seu papel estratégico. Com isso, é possível oferecer feedbacks e avaliar os resultados com mais eficácia, o que aumenta o engajamento do time.

Quais os resultados para o RH?

As vantagens do engajamento para a organização são várias. E o benefício não é só para o RH, os colaboradores também se sentem melhor no trabalho. Continue aí e entenda melhor!

Maior produtividade

Um profissional com um forte laço afetivo com a empresa tende a ser bem mais produtivo. O trabalho é importante para ele, uma atividade que lhe dá contentamento e que é coerente com seus ideais. Além disso, ele se preocupa com a corporação e acredita no negócio e por isso, faz o seu melhor.

Redução do desgaste com o trabalho

Cada vez mais as pessoas têm observado que quando o profissional se engaja no trabalho, ele fica menos exausto, tanto fisicamente como mentalmente. Isso porque o engajamento traz um sentimento de propriedade e pertencimento à empresa, e ajuda a manter a qualidade de vida do profissional e ainda gera bons resultados.

Aumento da motivação

O engajamento permite que o profissional fique mais motivado no trabalho e que se sinta melhor em suas atividades. Com isso, ele tem mais energia, disposição e criatividade para fazer suas tarefas.

Melhoria no clima organizacional

O engajamento leva a um efeito cascata positivo. O profissional se sente melhor, trabalha bem, acaba sendo um embaixador interno e externo da marca e contagia positivamente os colegas. A qualidade de vida do time aumenta e todos produzem melhor, o que gera bons resultados e a satisfação dos clientes.

O engajamento é um laço afetivo entre o profissional e a corporação, onde ele se identifica com o negócio e dá o seu melhor para o empreendimento crescer. Para desenvolver esse laço, é importante investir no ambiente da organização e na potencialização das competências individuais do colaborador.

O processo traz vários benefícios para a empresa e os trabalhadores. Produtividade, bem-estar e aumento da qualidade do trabalho são apenas alguns deles.

E então, gostou de aprender mais sobre o engajamento em gestão de pessoas? Esperamos que tenha gostado! Continue acompanhando nossos conteúdos aqui no Blog e siga nossas redes sociais!