Imagem de pessoas em uma reunião batendo as mãos em cumprimento

Existem muitas formas de atrair os melhores profissionais e incentivar sua permanência na empresa, mas poucas são tão eficientes quanto ter um bom plano de Cargos e Salários!

Essa estratégia faz qualquer pessoa se sentir valorizada! Isso porque, de fato, bons profissionais são disputados no mercado de trabalho e precisam do incentivo financeiro para atribuir valor à vaga, independentemente da sua área de atuação.

Por isso, quando o RH define a política de Cargos e Salários, é essencial pensar em dois grandes objetivos para ela: atrair candidatos experientes e responsáveis, além de reter os talentos que já estão na empresa.

Afinal, quando a remuneração é satisfatória, seu colaborador encara os desafios do dia a dia como uma oportunidade para se superar. Também é uma forma justa de mostrar a importância dele na organização!

Mas afinal, o que é um plano de Cargos e Salários?

Essa é mais uma forma de valorização utilizada nas empresas, que determina cargos e faixas salariais!

O objetivo não é apenas oferecer uma remuneração competitiva no mercado, mas garantir que a organização esteja em dia com as leis vigentes, como equiparação salarial – um pressuposto garantido pela CLT (Consolidação das Leis do Trabalho).

E o mais importante: possibilitar o crescimento dos funcionários dentro da corporação!

Embora cada empresa possa desenhar o seu próprio plano de Cargos e Salários, existe uma estrutura padrão, composta por: descrição dos cargos, atribuições, responsabilidades, competências necessárias, planejamento de sucessão dos cargos e faixas salariais.

Portanto, se você atua em uma empresa que valoriza o desenvolvimento profissional dos colaboradores, o primeiro passo é estabelecer um programa de Cargos e Salários para então, a partir disso, adotar planos de carreira internos.

Que tal conferir nosso passo a passo para montar um plano eficiente de Cargos e Salários? Com esse guia completo, você fica por dentro das principais estratégias para valorizar os colaboradores e manter todos engajados com os objetivos da empresa. Clique aqui e baixe gratuitamente!

Guia completo: passo a passo para montar um plano eficiente de Cargos e Salários

Os profissionais da Metadados – empresa especialista em Sistema de Recursos Humanos – também selecionaram 4 pontos de destaque quando o assunto é Cargos e Salários + retenção de talentos. Confira!

Atração tem tudo a ver com remuneração!

As vantagens de ter um plano de Cargos e Salários começam antes da contratação, atraindo candidatos qualificados para a sua empresa.

Nesse momento, é essencial realizar uma pesquisa de mercado e conferir a tabela salarial proposta para a vaga. Assim, você tem uma referência para oferecer valores compatíveis com o mercado e gerar mais interesse no processo seletivo, principalmente quando falamos de um profissional sênior, que é referência em sua área de atuação.

Além disso, é importante comunicar todas as vantagens da organização e evidenciar os benefícios e diferenciais da empresa ainda na divulgação da vaga, garantindo que as melhores opções cheguem à entrevista.

Retenção de talentos vai além da proposta salarial!

Depois de atrair e contratar os melhores profissionais, é hora de cuidar desse capital humano! Então, além de oferecer um programa de Cargos e Salários bem definido, a empresa deve pensar em outras estratégias de retenção, ou seja, formas de estimular a permanência dos talentos.

Para isso, é importante lembrar que o colaborador já tem uma remuneração fixa e espera novos reconhecimentos ao longo de sua estabilidade na organização. Mas como preencher essas lacunas?

Algumas vantagens podem complementar Cargos e Salários! Como, por exemplo, contar com benefícios flexíveis (não apenas as tradicionais, como saúde e alimentação), ter um conjunto de políticas e práticas de valorização (com atenção especial aos feedbacks e recompensas), um bom clima organizacional (propondo momentos de integração com frequência) e sempre reforçar aos profissionais qual sua possibilidade de crescimento na empresa.

Afinal, perspectiva de futuro é tudo!

Valorização precisa de constância!

Pessoas são movidas por estímulos positivos! Então, se você quer garantir um time de sucesso na empresa, é preciso acompanhar sua rotina e estar sempre atento às oportunidades de valorização.

Conversar com o colaborador a cada seis meses não tem o mesmo peso do que estar presente no dia a dia, trazendo retornos (que podem ser rápidos e simples) sobre seu desempenho e informando qual o impacto nos objetivos da empresa.

O ideal é se mostrar sempre disponível e, se possível, apresentar os resultados do esforço do time na prática, com indicadores e dados!

Outro ponto interessante são as políticas de bonificação monetária ao atingir metas ou fechar negócios – o que traz ainda mais motivação para atender as demandas da empresa. O colaborador entende que, além da remuneração acima da média, suas conquistas também são vistas e reconhecidas, um ótimo motivo para permanecer em seu cargo!

Também é uma prática eficiente para o RH, pois se torna mais fácil visualizar quais funcionários se destacam, não apenas pelos números alcançados, mas pela dedicação e comprometimento com a empresa.

Estratégias de valorização dos funcionários

Conheça as estratégias mais eficientes e comuns para valorizar seus colaboradores além do plano de Cargos e Salários

- Programas de premiação e recompensa: para reconhecer formalmente o bom desempenho de um funcionário, é possível realizar campanhas de incentivo envolvendo prêmios, que não precisam ser necessariamente em remuneração. Você pode testar uma bonificação em folgas, prêmios honorários ou lembrancinhas de reconhecimento informal! Mas atenção: os supervisores, gerentes e funcionários devem saber quais prêmios a empresa concede, os critérios e os destinatários, também cumprindo os requisitos de privacidade e ética.

- Desenvolvimento dos planos de desempenho: quer que seus colaboradores se sintam importantes na organização? Então, inclua eles nas discussões das metas organizacionais e da unidade de trabalho, conversando sobre como o desempenho do funcionário apoia esses objetivos. Afinal, nada melhor do que sentir que sua contribuição e trabalho contam para a empresa, né?

- Treinamento humano aos gestores: treinar e desenvolver líderes deveria ser prioridade nas empresas, principalmente quando falamos em evoluir as habilidades na comunicação e nas relações humanas de forma geral. Isso porque, com preparação, é possível criar uma atmosfera de respeito mútuo entre gestão e funcionários, onde as pessoas valorizam a contribuição de todos e também se sentem valorizadas.

Sonhe conforme o orçamento!

Todas as ações relacionadas a Cargos e Salários, assim como as complementares, são essenciais para garantir os melhores talentos na sua empresa. No entanto, a organização precisa valorizar o colaborador conforme os limites da sua realidade orçamentária!

Não basta oferecer recompensas, bonificações e salário acima da média se a saúde financeira da empresa não acompanha essas estratégias. Para que exista alinhamento entre elas e a capacidade orçamentária, é imprescindível criar um planejamento com apoio da gestão.

Nele, você pode desenhar as verticais dos cargos, como projeção de crescimento, bonificações e planos internos de carreira, bem como as políticas de remuneração. Depois, analisar o que é viável e o que precisa ser adaptado.

Além disso, é preciso considerar a capacidade e a curva de aprendizado dos colaboradores, oferecendo uma perspectiva de futuro real e palpável, sem falsas promessas de crescimento. Afinal, transparência é a chave para construir uma relação de confiança com seus talentos.

Se você tiver tática e um plano bem definido, todas as ações podem ser convertidas em estratégias para valorizar os profissionais de destaque. E é sempre bom lembrar: investir em pessoas é a garantia de resultados surpreendentes na sua empresa!

Quer iniciar sua organização no RH e construir um bom plano de Cargos e Salários? Então, confira nosso passo a passo gratuito clicando aqui!

Guia completo: passo a passo para montar um plano eficiente de Cargos e Salários
Compartilhe!